Arquivo da categoria: Aplicação Motor de Passo

Este tópico mostra a aplicação dos controladores da Proxsys com motores de passo

Acionando drive de motor de passo com o CP-WS11/4DO4DI-OEM – Parte 2

Na aplicação para este tipo de acionamento, o CP-WS11/4DO4DI-OEM utiliza 4 posições de memória dedicadas para configuração da geração de pulsos, 3 memórias do tipo “M” e uma posição do tipo “L” e uma bobina de rele auxiliar tipo R. Estas memórias são :

M21 – Define a rotação do motor em RPM com resolução de décimos de RPM com base em um driver + motor ajustado para 400 pulsos por volta. Neste caso para o motor operar a 300 RPM, deve-se ajustar M21=3000;

M22 – Método de operação da saída digital Q3. M22=0 a saída Q3 tem operação normal como saída digital. Para M22=1 a saída Q3 opera gerando pulsos para drive de motor de passo;

M24 – Forma como a geração de pulsos será controlada. Para M24 = 0 , fazendo um SET da saída Q3, pulsos são gerados até que uma borda de descida na entrada I1 do controlador seja detectada. Para M24= 1, Fazendo o acionando a saída Q3, uma quantidade determinada pelo valor ajustado em L4 de pulsos é gerada na saída Q3. Antes de iniciar a geração de pulsos deve-se zerar o valor de contagem de pulsos através de breve acionamento de R23;

 

L4 – Quantidade de pulsos a ser gerada na saída Q3 quando M24=1;

 

R23 – Zera quantidade de pulsos gerados na saída Q3 quando M24=1;

 

Operação do sistema :

 

I1 – Entrada que inicia a sequencia de pulsos do motor;

I2 – Acionamento manual do motor sentido retorno;

I3 – Fim de curso superior cilindro pneumático avançado(posição inicial);

I4 – Fim de curso inferior cilindro pneumático cilindro recolhido;

Q1 – Aciona eletroválvula do cilindro pneumático – Avança cilindro;

Q3 – Gera pulsos para drive do motor de passo;

Q4 – Sentido de giro do motor de passo;

 

Acionando-se a entrada I1 e estando o cilindro Q1avançado com I3 acionado, aciona-se a saída Q1, o cilindro é recolhido fazendo o conjunto do motor baixar até a peça. O sensor I4 acionado indica que o cilindro está em posição de iniciar a geração de pulsos. Com o acionamento de I4 inicia-se a geração de pulsos de Q3 pela quantidade pré-determinada por L4. Após atingir a contagem de pulsos, o reverso do motor é acionado e pulsos são gerados no motor, mantendo-se o rele auxiliar R23 acionado, ou seja, não parando pelo limite de pulsos. Ao mesmo tempo a saída Q1 é desligada e o cilindro pneumático avança trazendo o conjunto do motor para cima. Quando o sensor I3 é acionado a geração de pulsos e o reverso são desligados. Com o sistema parado ou em repouso, sem acionamento de I1, um acionamento da entrada I2 faz o motor girar no sentido anti-horário enquanto a entrada I2 estiver acionada.

O programa desenvolvido em ladder foi este. O funcionamento final do sistema foi apresentado em um vídeo da parte 1 com mesmo título.

prog_cpws11_MP_1prog_cpws11_MP_2

prog_cpws11_MP_3

prog_cpws11_MP_4

prog_cpws11_MP_5

prog_cpws11_MP_6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esperamos com este post ter ajudado aos que precisam de uma aplicação similar em seus projeto !

 

Obrigado e até o próximo!

Acionando drive de motor de passo com o CP-WS11/4DO4DI-OEM – Parte 1

 Este post inicia uma série que mostra como é possível aplicar o CP-WS11/4DO4DI-OEM para geração de pulsos para um drive de motor de passo.

O motor de passo é um tipo de motor que opera com o auxilio de um drive que precisa receber sinais adequados para seu funcionamento. O funcionamento de um motor de passo por ser visto em mais detalhes clicando neste link . A escolha do drive para o motor vai depender principalmente da corrente necessária para alimentação correta das bobinas do motor. Neste link pode-se ver em detalhes um modelo de drive para motor de passo.

Como nosso objetivo aqui é mostrar uma aplicação de motor de passo utilizando o CP-WS11 vamos mostrar uma aplicação real em uma operação de rosqueamento. Nesta operação o motor de passo é responsável pelo acionamento de um macho e todo o conjunto é movimentado por um cilindro pneumático com as posições de avanço e recuo monitoradas por sensores conectados ao CP-WS11. Para esta aplicação foi utilizado um CP-WS11 com 1 saida a rele Q1, para acionamento da eletroválvula que movimenta o cilindro pneumático e duas saidas transistor NPN, Q3 pulsos para o motor e Q4 sentido de giro.

Funcionamento do rosqueador e principais elementos

No próximo Post vamos mostrar como foi realizada a programação do CP-WS11 para esta aplicação.

Até lá!